Assembleia de Deus Monte Horebe: VALE A PENA ANDAR NA DIREÇÃO DE DEUS

.

O Deus do céu é que nos fará prosperar

28 de mai de 2013

VALE A PENA ANDAR NA DIREÇÃO DE DEUS

Tendo Faraó deixado ir o povo, Deus não os levou pelo caminho da terra dos filisteus, posto que mais perto, pois disse: Para que porventura o povo não se arrependa, vendo a guerra, e torne ao Egito. Porém Deus fez o povo rodear pelo caminho do deserto perto do Mar Vermelho; e, arregimentados, subiram os filhos de Israel do Egito. Êxodo 13.17-18 

O texto bíblico afirma que Deus não os levou pelo caminho mais perto. Pelo contrário, Deus, além de levá-los pelo caminho mais longo, os mandou para o deserto. À primeira vista, isso não parece estranho? Por que um caminho mais distante? Por que um deserto? 
Se olharmos o mapa da região (geralmente disponível no final de nossas bíblias), talvez disséssemos: que loucura! Não faz sentido! Não é assim que às vezes acontece conosco? Não ficamos com a sensação de que Deus está errado ou mesmo demorando demais. Muitas vezes não temos a sensação de que o caminho de Deus é muito difícil? Quanto mais quando falamos de deserto. 
Por que naquele momento Deus preferiu evitar o caminho dos filisteus, que era o caminho mais perto, mandando-os para o deserto? Certamente eles ainda não estavam preparados para a guerra, mas o propósito de Deus ao mandá-los para o deserto está escrito no livro de 

Deuteronômio 8:2-5: “Para te provar, para saber o que estava no seu coração, se guardarias ou não os seus mandamentos”. 
É claro que Deus sabia o que estava no coração deles. Eles é que precisavam saber. E o que havia no coração deles? A resposta é: incredulidade, rebelião e idolatria. Deus queria tratar com eles, disciplinando, corrigindo e ensinando, tal como o pai faz com seu filho, assim disciplina o Senhor Deus. 
Geralmente, temos muita luta para andar nos caminhos de Deus. Entretanto, devemos considerar o que a palavra nos afirma em Provérbios 14.12, quando diz que há caminho que ao homem parece direito, mas ao cabo dá em morte. E ainda em Isaías 55:8, que diz que os nossos caminhos não são os caminhos de Deus. 
Assim, afirmamos que, mesmo quando não entendemos tudo, vale a pena andar na direção que Deus dá. Usando como referência a saída do povo do Egito e sua caminhada pelo deserto, declaramos que, se optarmos por andar na direção de Deus, três coisas maravilhosas o Senhor fará: 

1. O SENHOR NOS GUIARÁ (Êxodo 13.21-22) 
O Senhor ia adiante deles, durante o dia numa coluna de nuvem, para guiá-los pelo caminho, durante a noite numa coluna de fogo, para alumiá-los, a fim de que caminhassem de dia e de noite. Nunca se apartou do povo a coluna de nuvem durante o dia, nem a coluna de fogo durante a noite. 
Algo tremendo aconteceu! Imagine-se em um deserto. Que direção tomar? Não acontece conosco? Muitas vezes nos vemos sem direção. Mas veja o que Deus fez. Durante o dia, uma coluna de nuvem os guiava; durante a noite, uma coluna de fogo, de tal maneira que eles andavam de dia e de noite. Nós andamos na direção de Deus de dia e de noite. Talvez possamos orar como escrito no Salmo 86.11: “Ensina-me, Senhor, o teu caminho”. Lembre-se, amado irmão: no deserto, sem direção, é Deus quem nos guia.

2. O SENHOR NOS DARÁ PROVISÃO (Êxodo 16.15-21) 
Vendo-a os filhos de Israel, disseram uns aos outros: Que é isto? Pois não sabiam o que era. Disse-lhes Moisés: Isto é o pão que o Senhor vos dá para vosso alimento. Eis que o Senhor vos ordenou: Colhei disso cada um segundo o que pode comer; um ômer por cabeça, segundo o número de vossas pessoas; cada um tomará para os que se acharem na sua tenda. Assim o 
fizeram os filhos de Israel; e colheram, uns mais, outros menos. Porém, medindo com o ômer, não sobejava ao que colhera muito, nem faltava ao que colhera pouco; pois colheram cada um quanto podia comer. Disse-lhes Moisés: Ninguém deixe dele para a manhã seguinte. Eles, porém, não deram ouvidos a Moisés, e alguns deixaram do maná para a manhã seguinte; porém deu bichos e cheirava mal. E Moisés se indignou contra eles. Colhiam-no, pois, manhã após manhã, cada um quanto podia comer; porque, em vindo o calor, se derretia. 
Imagine a situação. Como alimentar aquela multidão no deserto? Não havia padarias e supermercados. Não dava para plantar e esperar crescer, ainda mais em um deserto. Veja o que Deus fez! Todos os dias pela manhã “chovia” comida, o maná do céu. Deus cuidou daquele povo durante os quarenta anos em que eles andaram pelo deserto. A roupa não envelheceu, os sapatos não estragaram. Que coisa maravilhosa. Querido, Deus suprirá cada uma das nossas necessidades. 
É muito interessante também observar que ninguém podia guardar do maná para o dia seguinte. Ele dava bichos e cheirava mal. Imagine aqueles desconfiados e incrédulos dizendo: “Sei lá, quem sabe o que pode acontecer, não vou me arriscar, vou guardar para amanhã e garantir o meu!”. Não adiantava, dava bichos. O que Deus queria fazer neles? GERAR DEPENDÊNCIA! Jesus disse: “Buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” (Mateus 6.33). Aos de Filipos, Paulo declarou: “Não andeis ansiosos de coisa alguma” (Filipenses 4.6). 

3. O SENHOR NOS CAPACITARÁ (Êxodo 16.22-25) 
Ao sexto dia colheram pão em dobro, dois ômeres para cada um; e os principais da congregação vieram, e contaram-no a Moisés. Respondeu-lhes ele: Isto é o que disse o Senhor: Amanhã é repouso, santo sábado do Senhor; o que quiserdes cozer no forno, cozei-o, e o que quiserdes cozer em água, cozei-o em água; e tudo o que sobejar, separai, guardando para a manhã seguinte. E guardaram-no até pela manhã seguinte, como Moisés ordenara; e não cheirou mal, nem deu bichos. Então disse Moisés: Comei-o hoje, porquanto o sábado é do Senhor; hoje não o achareis no campo. 
Que impressionante! Na sexta-feira, podiam colher o maná em dobro e guardar uma parte para o sábado. Nesse caso não dava bichos, ao contrário dos outros dias da semana. Por que a diferença? Se considerarmos o sábado como o nosso descanso, o dia em que estaremos para sempre com o Senhor e entraremos no seu gozo, podemos considerar que vivemos numa sexta-feira, dia que antecede o sábado. “Sexta-feira” significa “últimos tempos”, a respeito dos quais a Bíblia se refere como sendo tempos difíceis (2Timóteo 3.1). “Nos últimos tempos, alguns apostatarão da fé por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios” (1Timóteo 4.1). 
O que o Espírito de Deus quer nos dizer é que nos dias difíceis em que vivemos, Ele tem porção dobrada para nós! O Senhor nos capacita a viver em dias de últimos tempos! Não desanime, mesmo que você esteja num deserto, passando por uma situação difícil; O Senhor tem porção dobrada para nós. 

Conclusão

Querido, vale a pena andar na direção que Deus dá. Mesmo que à primeira vista pareça doloroso e difícil, é melhor andar segundo a sua palavra, segundo a sua direção. E a palavra de Deus para o nosso coração é: se nos dispusermos a andar segundo a sua vontade, Ele vai nos guiar, nos dar provisão de todas as necessidades e nos capacitar para as batalhas da vida. GLÓRIA A DEUS PORQUE ELE CUIDA DE NÓS!

Reações:

0 comentários:

Eventos

Mais Vistos

ASSEMBLEIA DE DEUS DE FLORIANO-PI